10 livros infantis sobre sustentabilidade

menino-lendo

1. “Antes Depois”, Matthias Aregui e Anne-margot Ramstein (editora WMF Martins Fontes)

O livro traz uma ilustração sequencial em cada dupla de páginas, em que uma continua a outra. Em uma, um campo vazio, na outra, um jardim florescendo. Em uma, uma floresta frondosa, na outra, uma grande metrópole tomada de prédios. A partir dessa proposta simples, a história faz pensar sobre os ciclos naturais e a importância de atentar diariamente para o impacto das ações endógenas para a saúde do mundo natural.

2. “Chapeuzinho Vermelho e o Lobo-guará”, Angelo Machado e May Shuravel Berger (editora Ática)

Se estiver procurando um livro para falar sobre a preservação da natureza com muito senso de humor, esta é a dica. No livro, a tradicional fábula da Chapeuzinho Vermelho é recontada em um novo cenário e perspectiva. No lugar dos campos planos da Europa, onde a história nasceu, agora a Chapeuzinho passeia pelo Cerrado, em meio a frutas bem brasileiras, como as jabuticabas, que na história ocupam o lugar de frutos ameaçados por conta do desmatamento, como a gabiroba e o pequi.

3. Livro Mágico “Cléo e os encantados” (Faber-Castell)

Empatia, aceitação da diversidade, relação com o outro. O que tudo isso tem a ver com sustentabilidade? Nesta aventura, tudo! O Livro Mágico Cléo e os encantados conta uma história de amizade que nasceu em meio à natureza, e traz o encantamento pelo folclore brasileiro, um dos mais ricos do mundo.

4. “Viagem pelo Brasil em 52 histórias”, Silvana Salerno (editora Companhia das Letrinhas)

Imagine viajar pelo Brasil e conhecer sua diversidade ambiental, econômica, social e histórica durante um ano. Tudo isso só com a imaginação. Essa é a brincadeira deste livro. São 52 histórias que passeiam pela riqueza da diversidade brasileira, uma para cada semana do ano, viajando do Amapá ao Rio Grande do Sul.

5. “Árvores do Brasil: cada poema no seu galho”, Lalau (editora Peirópolis)

Quando as árvores ‘respiram’, nos dão oxigênio. Quando elas crescem, nos dão sombra. Quando frutificam, nos dão comida. Com todos esses presentes que as amigas frondosas nos dão, nada mais justo do que prestar uma homenagem a elas, não é mesmo? Esse é o intuito do livro “Árvores do Brasil: cada poema no seu galho”.

O livro ganhou o selo de Altamente Recomendável pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) na Categoria Informativo – 2012, e selecionado para o tradicional Catálogo da Feira do Livro Infantil de Bolonha no mesmo ano.

6. “Um passeio pela floresta amazônica”, Laurie Krebs e Annie Wilson (editora SM)

Quem disse que uma floresta enorme e misteriosa não é lugar para criança? Neste livro, três pequenos muito curiosos percorrem a maior floresta tropical do planeta. Durante o percurso, o tema da preservação do meio ambiente aparece de forma sutil e delicada, afinal, algumas espécies com as quais as crianças esbarram estão claramente ameaçadas de desaparecer.

7. “Procura-se! Galeria de animais ameaçados de extinção”, Autores diversos (editora Companhia das Letrinhas)

Você já ouviu falar da tartaruga-de-pente, do gato-maracujá e da preguiça-de-coleira? Se não, provavelmente é porque já não quase nenhum exemplar dessas espécies na natureza. Seus nomes podem até ser engraçados, mas sua história, nem tanto.

Em “Procura-se”, os pequenos são convidados a conhecer de perto cada um destes e muitos outros animais, e entender o porquê de estarem ameaçados de extinção, além do que está sendo feito para evitar que isso aconteça.

8. “Um dia, um rio”, André Neves e Leo Cunha (editora Pulo do Gato)

Inspirado no crime ambiental que ocorreu em Mariana em 2015, o livro “Um dia, um rio” transforma em literatura a catástrofe que transformou o Rio Doce em lama. No lugar de considerar este um tema difícil de abordar, o autor André Neves propõe um olhar esperançoso para o futuro do rio, remetendo novamente à ideia de que na natureza tudo é começo e recomeço, e que até nas maiores catástrofes há possibilidade regeneração.

9. “Pindorama, terra das palmeiras”, Marilda Castanha (editora Cosac Naify)

Não dá para falar sobre sustentabilidade sem mergulhar na cultura indígena e na sabedoria ancestral dos povos indígenas, que foram os primeiros guardiões da natureza. Neste livro, a premiada autora mineira Marilda Castanha faz uma verdadeira volta ao passado, desde antes do descobrimento do Brasil.

10. “Cuidar bem do ambiente: brinquedos e brincadeiras com a natureza”, Adelsin (editora Peirópolis)

E se a própria natureza fosse o brinquedo? Essa é a proposta deste livro. Em um compilado lúdico e inventivo, estão reunidas aqui uma série de brincadeiras relacionadas à descoberta e à exploração do mundo natural.

A proposta é renovar o olhar sobre os elementos mais cotidianos que nos cercam, como as folhas, as pedras, a terra e a água. Com isso, o autor propõe às crianças o valor do contato com a natureza e como ele contribui para o desenvolvimento da empatia e do respeito.

fonte:https://catraquinha.catracalivre.com.br

Sobre premioembracoecologia

Blog do Prêmio Embraco de Ecologia. Site: www.embraco.com.br/ecologia
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s